terça-feira, 11 de abril de 2017

Modelo/atriz que interpretou a eterna cantora Ademilde Fonseca, ganha prêmio de melhor atriz revelação 2016

Luana Dias em algumas interpretações (Montagem: Portal BNC/ 
"No começo eu fiquei um pouco assustada, pois ela é a Rainha do Chorinho como também era uma pessoa muito intensa, mas o grau de dificuldade das músicas dela foi a minha maior dificuldade, porém foi maravilhoso". Frisa atriz. 
Do Portal BNC, Pela Assessoria de imprensa,
Terça-feira, 11 de abril de 2017 (19:33:02)

A modelo/atriz Luana Dias, nascida em São Paulo fez vários trabalhos, inclusive comerciais para uma marca de shampoo na China.


Vencedora da premiação na categoria de ‘atriz revelação’ da Mostra de Filmes do projeto Memórias, no Mis-SP em 2016, interpretando a encantadora cantora Ademilde Fonseca, no filme ‘Ademilde Fonseca, a Rainha do Chorinho’ a bela modelo/atriz não escode até hoje sua satisfação, Me emociona muito falar sobre esse projeto, em um workshop conheci um diretor fenomenal, o Dimas de Oliveira Jr, e conversando ele me perguntou se eu queria interpretar a melhor amiga dele, que seria a saudosa Ademilde Fonseca, e claro que aceitei imediatamente”. Frisa a atriz.

Segundo a atriz que fez uma participação na minissérie católica “Cravos Vermelhos”, onde interpretou uma mulher da vida, recentemente foi elogiada pela diretora global Tereza Lampreia.

Luana Dias começou no teatro, mas teve que para aos 18 anos com sua arte devido sua gravidez, voltando a ativa aos 21 anos onde fez 5 peças, ganhando como melhor atriz em 4 delas.

Leia na íntegra a entrevista completa...


B N C – Com quantos anos você começou a modelar? 
Luana Dias – Com 15 anos de idade. 

B N C – Modelar sempre fez parte dos seus sonhos? 
Luana Dias –  Sim, eu tinha mania de desfilar com as roupas de mamãe, mesmo sendo muito feia na época (risos). 
 
Foto: Instagran
B N C – Quando você percebeu que levaria jeito para o mundo da moda? 
Luana Dias – Acho que sempre soube que levaria jeito, eu fazia as roupas das poucas bonecas que tinha e brincava de desfilar. 

B N C – Como e por quem você foi descoberta para o mundo luxuoso da moda? 
Luana Dias – A historia é um pouco engraçada, como toda menina sonhadora fui enganada por uma agência que somente vendia books, mas aquilo não me desmotivou. 

B N C – Qual lado bom no mundo da moda? 
Luana Dias – Ser vista e lembrada pelo o seu bom gosto. 

B N C – E o ruim? 
Luana Dias – Os assédios e os amigos interesseiros.

B N C – Você já foi assediada nesse mundo de puro glamour? 
Luana Dias – Sim, muitas vezes.

B N C – Sem citar nomes, como tudo aconteceu? 
Luana Dias – Um Chanceller na época foi muito insistente e chato e em outra situação o dono de uma agência que me prometeu o mundo se saísse com ele. Claro que me esquivei.

B N C – Como você vê hoje o mundo da moda uma vez que existe várias trocas de favores nesse mundo de luxo, beleza e obscuridade? 
Luana Dias – O mundo da moda nunca mudou, sempre foi e vai ser isso, ou seja,  “trocas de favores” para crescer, o luxo e a beleza são coisas que o tempo leva, e não me arrependo de não querer essas “trocas de favores”.

B N C – Quem é Luana Dias modelo e Luana Dias pessoa? 
Luana Dias – Não tem diferença (risos). Sou muito autêntica seja desfilando ou no meu dia-a-dia, a única diferença é que quando não estou trabalhando sou mãe e esposa. 

B N C – Se tivesse que mudar algo em seu corpo, o que você mudaria? 
Luana Dias – Realmente quero mudar meus seios, são pequenos. 

B N C – Qual a parte do seu corpo que você mais gosta? 
Luana Dias – Olhos.

B N C – O que é ser atriz para você? 
Luana Dias – Ser atriz é brincar de ser tudo, de ser profunda, é brincar de ser alguém... 

B N C – Como surgiu a ideia de ser atriz? 
Luana Dias – Sempre amei essa profissão, quando era pequena me vestia com as roupas da minha mãe e sempre acabava sendo a distração de todos. Ríamos muito.
B N C – Como surgiu o convite para interpretar a rainha do choro, uma das maiores cantoras brasileira como era Ademilde Fonseca? 
Luana Dias – Me emociona muito falar sobre esse projeto, em um workshop conheci um diretor fenomenal, o Dimas de Oliveira Jr, e conversando ele me perguntou se eu queria interpretar a melhor amiga dele, que seria a saudosa Ademilde Fonseca, e claro que aceitei imediatamente.

B N C – Como você se sentiu em poder representar um ícone da música brasileira como era Ademilde Fonseca? 
Luana Dias – No começo assustada, pois ela é a Rainha do Chorinho como também era uma pessoa muito intensa, mas o grau de dificuldade das músicas dela foi a minha maior dificuldade, porém foi maravilhoso. 
 
Foto: Herbert Natal
B N C – Você ganhou vários prêmios, dentre eles ‘Prêmio Revelação’ quando interpretou Ademilde Fonseca, prêmio como melhor atriz em peças teatrais, enfim... Tem algum em especial que você o destacaria? 
Luana Dias – Na verdade tem dois; a primeira peça teatral “Quinto andar” eu ganhei o prêmio como melhor atriz e para mim foi novidade, fui muito ovacionada e emocionada e claro quando o prêmio revelação interpretando Ademilde Fonseca, meu primeiro prêmio no cinema. A família dela se emocionou, eu me emocionei quando assisti diversos vídeos dela, lembramos dos pioneiros da música, e foi o que fiz e me orgulho do que fiz, meu diretor também, e as críticas todas positivas. Teve o pessoal do SBT que viram e se apaixonaram também. Tudo isso ficará marcado para sempre. 

B N C – Você gosta mais de interpretar no teatro ou no cinema? Por quê? 
Luana Dias – São campos diferentes... Eu gosto de atuar não importa aonde, seja no palco ou no cinema. 

B N C – Se você encontrasse o gênio da lâmpada e tivesse que fazer 3 pedidos, quais seriam esses pedidos? 
Luana Dias –  Trazer minha mãe de volta à vida, ter sucesso no que gosto de fazer e saúde.

B N C – Quais seus planos futuros? 
Luana Dias –  Continuar seguindo minha trajetória. 

B N C – Qual seu maior sonho? 
Luana Dias – Ter muito mais sucesso na minha carreira e ser reconhecida. 

B N C – Um jogo rápido para encerramos nossa entrevista. Uma viagem inesquecível; 
Luana Dias – Maragogi (alagoas) um paraíso de lugar. 

B N C – Um momento; 
Luana Dias – Meus partos.

B N C – Um ídolo; 
Luana Dias –  Deus.

B N C – Uma virtude; 
Luana Dias – Bondade.

B N C – Um defeito; 
Luana Dias – Acreditar demais nas pessoas.

B N C – O que não pode faltar na sua bolsa; 
Luana Dias – Dinheiro (risos). 

B N C – Perfume; 
Luana Dias – Não uso, não gosto.

B N C – Um filme; 
Luana Dias – Noites de Tormenta.

B N C – Um livro; 
Luana Dias – Quando a vida escolhe (Zibia Gasparetto).

B N C – Uma frase: 

Luana Dias –  “Viver é enfrentar um problema atrás do outro. O modo como você o encara é que faz a diferença”.  (Benjamin Franklin). 
Foto: José Antonio Ramalho
 Foto: José Antonio Ramalho


Foto: José Antonio Ramalho 


Foto:  Herbert Natal
 Foto:  Herbert Natal
Foto:  Herbert Natal
Foto: 
 Foto: Arquivo Pessoal
 Foto: Arquivo Pessoal
 Atriz Luana Dias interpreta a peça "A Maquina de fazer sexo" (Foto: Herbert Natal)
 Atria interpreta a formidável e inesquecível Ademilde Fonseca (Foto: Herbert Natal)
 Foto: José Antonio Ramalho
 Foto: Arquivo Pessoal
Foto: José Antonio Ramalho
Foto: Wagner Sampaio
Luana Dias interpreta em filme de Emilha Borba  (Foto: herbert Natal/Dimas de Oliveira)
Foto: Johnny Nastri
 Foto: José Antonio Ramalho 
Atriz com um belo sorriso ao lado do Diretor Dimas de Oliveira Jr (Foto: Herbert Natal)

5 comentários:

  1. entrevista esclarecedora

    ResponderExcluir
  2. Parabéns minha amiga linda vc merece isso e muito mais! Que Deus continue abençoando sua jornada.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns minha amiga linda, vc merece isso e muito mais! Que Deus continue abençoando sua jornada. Bjos

    ResponderExcluir